24 outubro 2013

Capítulo 2- A Thousand Years| 2° temp- Rosely



SeuNome Pov's

Eu- Calma..- disse dando-lhe um copo de água.
Louis- Eu não to entendendo nada.. 
Eu- Nem eu- disse rindo- o que você se lembra?
Louis- Como assim? Eu não me lembro de nada! Apenas de ter sentido uma tonteira horrível e.. Tombar- disse de uma forma diferente
Eu- Só isso mesmo?
Louis- Sim.. 

Droga! Louis tinha acabado de ter uma visão! Mas como? Apenas videns¹ tem esse dom.. Não pode ser possível, não mesmo. Como? Eu preciso aprofundar meus conhecimentos sobre as vidas passadas de Louis. A única explicação possível pra ele ser realmente um vindens é.. Genética. Certo? Certo! Mas como existem ainda genéticas de vidas passadas nele? Eu não sei de mais nada. Mesmo. 

Eu- Vai ficar tudo bem..- disse abraçando ele. Estava realmente preocupada. 


Cristy Pov's

Já estava no carro á caminho de casa. Esses dois meses me ensinaram muito sobre a minha vida e os meus poderes. 
Sentia o vento bater no meu rosto e já reconhecia o caminho que percorria. Estou mais perto do que sei. 
Mudei muito o meu estilo de ver a vida. Já não sou mais aquela garota tão inocente assim. Sei de muitas coisas sobre o "outro mundo" em que vivemos e sei que fui enganada a vida toda, assim como os outros 7 bilhões de humanos no mundo. 
{...}
Saí do carro e parei em frente de casa. Preciso ligar pra SeuNome. 

--ligação mode onn--

Você- Alô?
Cristy- SeuNome?
Você- Sim. Cristy?
Cristy- Uhum.
Você- Já voltou?
Cristy- Já, acabei de chegar e nem entrei dentro de casa- disse rindo- precisamos conversar
Você- Eu sei. Mas.. Não pode ser outro dia? Amanhã na escola, pode ser?
Cristy- Claro. Até. 
Você- Até. 

--ligação mode off--

SeuNome Pov's

Louis- Quem era?
Eu- Cristy- disse desligando o celular
Louis- Ela já voltou?
Eu- Sim. E você já melhorou?
Louis- Já.- sorriu- e que tal a gente alugar algum filme e ficar a tarde toda assistindo?
Eu- E pedir pizza?
Louis- Claro, por quê não?
Eu- Então eu aceito- disse o selando. 
Louis- Então eu vou na locadora pra escolher o filme. 
Eu- Não escolhe de.. 
Louis- Eu vou escolher qual eu quiser!
Eu- Não vai não- disse rindo 
Louis- E você vai me impedir? Vai fazer o quê?
Eu- Te bater. Muito. 
Louis- Ah vai me bater?
Eu- Uhum 
Louis- Vem! 

Fui até o Louis e bati o máximo que pude. Não consegui nada a não ser risadas e mais provocações. Ele mais ria do que gritava, realmente não estava sentindo dor nenhuma. Ridículo. Aquilo me dava mais raiva do que o normal. Me esforçava tanto pra poder ter alguma chance contra ele e ele simplesmente.. Ri? Não é engraçado. Mas pra ele é. 

Eu- Para de rir- disse me deitando na cama 
Louis- Fraca demais- disse ficando por cima de mim na cama e me fitando nos olhos. Por mais que estejamos pouco mais de dois meses namorando, não tivemos relações sexuais. Sério. Sei que Louis não é mais virgem, isso é óbvio. Muito mesmo eu, claro. No fundo, eu sou uma velha. Velha demais pra Louis. 


Lexi Carole Pov's

Carole- Então você veio! 
-Não perderia isso aqui por nada- disse sorrindo- com licença- disse entrando na minha casa. 
Carole- Espero que não me decepcione.
-E não irá. 
Carole- Você sabe que qualquer deslize seu, eu destruirei esse seu pescoço lindo- disse o acariciando. 
-Apenas lembre que eu posso fritar seu cérebro a qualquer momento. Por favor, Lexi, você é tão vulnerável quanto eu. 
Carole- Nem tanto, sweet, eu tenho mais de um século, não me subestime. 
-Enfim. Eu vim aqui pra discutir quem é mais forte ou pra te ajudar?- sorri
Carole- Sempre atrevida. Bom, vou te explicar o que eu quero que você faça. 
-Diga. 
Carole- Provavelmente você deve conhecer ou já ouviu falar do nome "SeuNome Rouse", certo?
-Você me falou muito dela. Ela é uma anja, sim?
Carole- Sim. Ela simplesmente destruiu a minha vida e eu vou destruir a dela. 
-Então isso não passa de uma vingança inútil? Ué, você não tem mais de um século? Deveria ser tão sábia quanto eu- sorriu
Carole- Enquanto eu não vê-la arruinar eu não vou conseguir viver em paz. Nunca. 
-Ok, eu vou aceitar só por estar te devendo alguns favores. O que eu devo fazer?
Carole- Então, querida Rosely... 


SeuNome Pov's


Louis já tinha ido na locadora e eu já tinha pedido a pizza. Não demoraria muito a chegar. Certo? 
Me deitei na cama e fechei meus olhos. O que o Louis disse me lembrou da minha mãe avisando que algo ruim iria acontecer.. Meu pai. 

flash back mode onn

Céus! Como está frio! Essa casa aqui nesse vilarejo praticamente sem vizinhos algum é simplesmente macabro. E Gélido. Não tenho um edredom, apenas um lençol fino. Meu pai não está na cama comigo, está do lado de fora fazendo sei lá o quê. Vou atrás dele. 

Eu- Papai?- disse andando na ponta dos pés para não fazer muito barulho e a madeira do chão não ranger muito. 
Ercos- Minha filha! Você deveria estar dormindo agora- disse acendendo a lareira
Eu- Você não vem, papai? 
Ercos- Vou logo já- disse sorrindo pra mim
Eu- Posso ficar aqui com o senhor?
Ercos- Pode- disse me pegando no colo- precisamos conversar. 
Eu- Conversar o que, papai?
Ercos- Olha, minha filha.. Papai te ama muito e por isso precisa te proteger de todas as formas.. Você sabe que eu nunca, nunca na minha vida iria deixar você por nada nesse mundo, nem pelo tesouro mais precioso, porém eu preciso ir embora pra muito longe e.. 
Eu- Eu vou junto? Vamos nos mudar? Oh, céus, que complica...-
Ercos- Não, filha. Você não vai ir junto comigo- disse com algumas lágrimas nos olhos. 
Eu- E pra onde eu vou? Com quem eu vou ficar?
Ercos- Você precisa me perdoar por isso.. Dentro de alguns anos você saberá o por quê de eu estar fazendo isso. Eu sempre vou estar com você, ok? Eu vou te olhar em qualquer lugar que eu estiver, sempre que precisar de mim é só me chamar. Eu vou estar lá com você, mesmo que você não me veja. 
Eu- O senhor vai morrer?
Ercos- Não- disse rindo- espero que não. Mas mesmo se eu morrer, essas palavras vão continuar valendo. 
Eu- Mas.. Eu ainda não entendi o que vai acontecer comigo. 
Ercos- Eu vou te colocar em uma cidadezinha. Você saberá o que fazer por lá e.. 
Eu- Mas eu só teno 7 anos, papai, você não pode me deixar assim! Não pode!- disse chorando e o abraçando. Sentia que ele também estava chorando. 
Ercos- Você é mais que isso- disse me apertando mais contra seu corpo- você vai descobrir um dia. Só não deixe que a raiva, o ódio, o rancor tome conta de seu coração e use o poder que você tem dentro de si para o mal. Isso jamais. 
Eu- Poder?
Ercos- Sim.- disse me desabraçando. 
Eu- Papai, por favor não me deixe. Mamãe já faleceu quando eu nasci, eu não posso ficar sem você. Eu não tenho ninguém. Eu não tenho família. Não tenho nem se quer amigos! O que eu vou fazer? Viver na rua pedindo esmola pra quem tiver dó ou piedade de mim? Papai, eu não quero que as pessoas tenham nem dó nem piedade de mim! Aonde eu dormirei? Que comida vai me alimentar? Quem vai me aquecer nas noites mais frias? E quando chover? Céus!- disse chorando
Ercos- Você fala como uma adulta- disse rindo e chorando ao mesmo tempo
Eu- Eu deveria sentir raiva de você? Ou dizer que você é desumano por me abandonar?
Ercos- Eu nunca, jamais vou te abandonar! 
Eu- Mas e agora? Isso aqui é o quê?
Ercos- Um tempo. Eu estou fazendo isso por você, filha, entenda. Eu sei que você tem apenas 7 anos de idade e não sabe nada da vida, mas você sabe muito! 
Eu- E se alguém me sequestrar? Pai, esse mundo não está fácil. Não quero ser machucada por ninguém. 
Ercos- Confie em mim, isso não vai acontecer. Sem cogitação disso acontecer. 
Eu- Você jura pra mim, papai? Que nada de ruim vai acontecer comigo? Nada?
Ercos- Eu juro. 
Eu- E você vai voltar?
Ercos- Vou. 
Eu- Promete?
Ercos- Eu prometo- disse pegando no meu rosto- eu te amo mais que tudo nesse mundo. Você é a minha vida. 
Eu- Você também. E eu te amo mais. 

Papai sorriu pra mim e beijou meu rosto. Sentia algumas lágrimas caindo. Não minhas. Dele. Eu nunca mais vou chorar. Nunca mais vou me permitir essa... Fraqueza. 
Ouvia sussurros do papai dizendo "eu te amo" enquanto me beijava e me abraçava. Essa seria a nossa despedida. 

No dia seguinte, não vi rastros de papai. Sim, ele me deixou pra sempre. Não acho que ele vá voltar algum dia. Se eu me reencontrar com ele, talvez, será pela minha parte. Eu que vou atrás dele. 
Andei a casa toda e não tinha revirado ou algo do tipo. A nossa fotografia em cima do pequeno e simples criado mudo. A beijei, mas logo a virei de cabeça pra baixo. 
Agora é só eu e o mundo. 

flash back mode off

E essa fora a minha última lembrança dele. De jeito nenhum guardei algum tipo de raiva dele. Só me lembro que quando eu era apenas uma criança, 7 anos até uns.. 12, eu passei por muita coisa como humana. Dormi na rua, pedia dinheiro, comida, andava descalça, rasgada, era realmente um.. Lixo. As pessoas passavam e não me ajudavam, andavam com o nariz em pé e seus saltos altos fazendo altos e bons sons naquelas ruas horrendas. Com 13, passei a ter mais noções da vida e então procurei por abrigos, escolas, algo que me ajudasse. Não foi uma grande ajuda, não sabia que não precisaria de escola. A vida já me ensinaria o suficiente. E até demais. 
Bom, com 17 anos não preciso dizer o que me aconteceu.. E depois disso e virei um.. Monstro? Matar era a minha sede e fome. Matar vampiros, claro. 
E acho que até hoje eu não me saciei. 


Lexi Carole Pov's

Carole- Since i me you i've been crazy.. Since i've been with you 've been lost.. You make everything see hazy.. Love comes with such a cost- cantava o mais alto que podia naquela merda de bar. Estava faminta. Ainda está cedo, assim, é 18:40, mas eu não tenho hora pra me alimentar. Fui até a mesa de um cara próximo que estava com uma mulher no colo. Ótimo.- Desculpa incomodar- puxei uma cadeira- posso me sentar?- disse já sentada. Os dois sorriram.- Bom, vou ser direta- me apoiei na mesa- que tal um ménage á trois? 
-Por mim tudo bem,e pra você, queria?
-Claro.- Grande Puta. 

Saímos daquele maldito bar e eles entraram em um carro, logo entrei também. Fomos para um pequeno hotel que tinha ali. Bem pequeno mesmo. Sabe aqueles imundos de beira de estrada? Exatamente. 

Entramos lá. Fomos até o quarto e eles já estavam jogados se atacando na cama. Não demorei muito e tirei minha camiseta e me deitei no meio deles. 
Enquanto o homem tocava nas minhas partes, eu beijava a mulher. 

Carole- Já me disseram o inferno não é tão ruim assim..- sussurrei pra mulher 
-Também já ouvi falar nisso
Carole- Não se importaria de conhece-lo, certo?
-De jeito nenhum. 

Sentei em cima dela e olhei o homem. Ele já estava praticamente sem roupa alguma e masturbava-se. 
Ele nos olhava com um olhar curioso

Carole- Sinto muito, sweet. 

Abri a boca e afiei meus dentes. Passei a língua entre eles e a mulher deu um grito, automaticamente e a beijei. Fui descendo os beijos pro pescoço. 

Carole- Tchau- sussurrei e a mordi. O homem imediatamente gritou e colocou suas roupas, saindo da cama. Ri, mas continuei sugando o sangue da vadia.- Você, volta- disse me desgrudando do pescoço dela. O sangue pingando da minha boca foi parar nos lençóis sujos.- Não acabamos..- abracei o cara mas ele fazia força pra sair- Eu aviso aos familiares, sweet. 
-Sua puta
Carole- Já me chamaram de coisas piores
-Vampiros não existem..- disse desesperado 
Carole- Eu sou apenas um pequeno pesadelo.. Calma..- disse rindo e me aproximando de seu pescoço- Bom inferno..- o mordi. Quando acabei o deixei no lado da mulher na cama

Peguei álcool e taquei pelo quarto todo. 

Carole- Ah, Senhor..- disse acendendo o fósforo- Me perdoe Senhor- disse o tacando no chão.

Saí do quarto e fui pra portaria

Carole- O quarto 6 está em chamas- disse desesperada- Por favor,ajuda! 
-Eu vi tudo pela câmera..- disse assustado
Carole- Isso não é um problema- peguei o computador que tinha as imagens e o quebrei- Agora só falta você- quebrei seu pescoço e fui embora. Aquilo iria explodir. 

É. Por mais que o fogo seja o meu pronto fraco, eu o amo. 


{...}
Oieeeeeeeeeeeeeee. 
Gente, eu queria avisar que semana que vem eu não vou postar por estar em véspera de provas, ok? Eu preciso estudar muito, demais! Por isso eu vou postar mais. 
E, vocês sabiam que eu e o João vamos fazer 7 meses juntos dia 26? Sim <33333
Te amo seu ridículo. 
E, tem mais, quando o blog fizer 1.000.000, vai ter mais uma pessoa pra postar aqui no blog! Yeah! Agora eu vou colocar mais uma pessoa pra postar com a gente. Não sei se vocês perceberam, mas eu tirei a Mariana do blog.Por quê? Ela não postava muito e na minha opinião o imagine dela estava muito fraco e estava dando poucos comentários e poucos acessos, então nem vale a pena. Mas, eu tenho certeza de que a próxima pessoa que eu vou colocar aqui (eu ainda não sei quem é) vai ter um imagine ótimo! 
Bom, é isso. 
Tchau gente eu amo vocês! 
Beijos com gloss. 

(também te amo joão, muito <3) 

10 comentários:

  1. Caraca manè , ta perfeito!! Nossa parabens pelo seu namoro, ligia sempre tive vontade de te perguntar uma coisa , quantos anos vc tem?? , ta lindo continua

    ResponderExcluir
  2. Uau, amore. Que perfeito.
    Parabéns pelo namoro.
    Bom, continua??
    Beijos e até!! xXx

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo namoro, e o imagine esta perfeito!!

    ResponderExcluir
  4. cada vez mais eu odeio a Carole cara ela é muito chata... Eu to amando o comeco da 2° temporada!
    continua xx

    ResponderExcluir
  5. Continuaaa Lih, ta perfeitaa *-*
    By: Mih Dionisio :3

    ResponderExcluir
  6. gente é um pedido de fã, quem tiver twitter da RT aqui por favor
    https://twitter.com/BiaAndHoran69/status/394588855359123457

    ResponderExcluir
  7. MD cada vez seu imagine fica melhor,continua logo por favor

    ResponderExcluir