29 setembro 2013

Capítulo 30 | A Thousand Years- Ame



Louis Pov's 

Já tinha ido comprar o colar da SeuNome. Algo me fez não comprar com pingente, somente o colar. Idiotice? Sim. Eu deveria ter comprado com uma pedra, eu não sei, mas eu simplesmente não comprei. 
Cheguei em casa e falei com a minha mãe. 

Johannah- Oi filho
Louis- Oi mãe.. A gente pode conversar?
Johannah- Claro. 

Nos sentamos no sofá e ela, curiosa, me perguntou logo. 

Johannah- O que aconteceu?
Louis- Nada aconteceu. Vai acontecer. 
Johannah- Então fala logo!
Louis- Eu.. Eu vou pedir uma garota em namoro..- ela olhou pra mim, sorriu e riu. 
Johannah- Você tá me falando isso? 
Louis- Sim, por quê?
Johannah- Quer a minha aprovação?- disse rindo 
Louis- É sério, mãe
Johannah- Ok, então me fala.. Como ela é?
Louis- Ela é loira.. Tem olhos azuis, pele branca igual um floco de neve. Mas tem dia que ela aparece mais bronzeada. Esse mistério da pele dela eu ainda vou descobrir. Enfim, ela é linda. Perfeita. 
Johannah- Ela é legal, engraçada..? 
Louis- Ela é meiga, doce.. Bem humorada, simpática..
Johannah- Como vocês se conheceram?
Louis- Pelo Niall. Sabe quando ele sai pra alguma festa e volta bêbado? Então, ela o achou na rua e ajudou ele, ai o Niall passou a conversar com ela e a apresentou pra eu e pros meninos. 
Johannah- Se ela te faz bem, vai em frente.- Ela se levantou e foi pra cozinha

Subi pro meu quarto e tomei meu banho.. 

SeuNome Pov's

Minha terapia acabou. O tempo estava mais frio ainda e eu não posso controlar o tempo, tive que voltar pra casa. Mas eu não estava na casa. Eu estava na floresta. 
O tempo começou a ventar mais e mais. Eu permaneci ali. As folhas voavam com uma certa harmonia. Em círculos, formando pequenos ventavais entre si. 
Comecei a sentir uma tonteira e logo me levantei. Parece que o vento me prende aqui, nesse lugar. Eu não consigo me mexer. O que é isso? 
Logo sinto uma forte dor de cabeça e acabo caindo no chão. 

...O que tá acontecendo? Eu to no mesmo lugar que eu estava.. Mas eu sei que tem alguma coisa diferente.. O quê? 

-SeuNome.- Olhei pra trás com medo e.. Quem.. Não pode ser.. Eu só a conheço por fotografias.. É ela?
Eu- Quem.. É você?- disse assustada e dando pequenos passos pra trás. Ela sorriu. Parecia orgulhosa. 
-Você está linda- disse chegando mais perto de mim.- Eu te vejo sempre mas.. Agora eu finalmente posso falar com você, te tocar.. 
Eu- Quem é você?- disse mais rigidamente e com lágrimas nos olhos 
-Stelar. Stelar Rouse- disse sorrindo, com as mesmas lágrimas que eu e passando a mão no meu rosto.- Minha filha- me abraçou. Fiquei sem reação por alguns segundos mais logo depois a abracei também. 
Eu- Mãe- disse acariciando suas costas. Depois de alguns minutos, ela me soltou. 
Stelar- SeuNome, filha. Me desculpa por morrer logo quando uma nova vida estava nascendo. Você. Se não fosse pelo seu pai você não estaria aqui agora. 
Eu- A culpa não foi sua, mãe. Foi da guerra. 
Stelar- Mas eu não desapareci da sua vida e nem da vida do seu pai nunca! Eu sempre estive presente, mesmo que vocês dois não saibam. Você está a cara dele! Puxou mais a ele do que a mim, vê se pode- rimos 
Eu- Mãe, e como está o meu pai? Como eu faço pra ver ele?
Stelar- Seu pai? Ele.. Ele tá ótimo. A mesma cara jovem de sempre, com saúde e determinado. Mas tem algo que pode atrapalhar isso tudo. A guerra. Eu quero te alertar logo isso, minha filha. SeuNome, tome muito cuidado. Tem vampiros atrás de você e dos seus amigos. Esteja sempre alerta com aquela vampira. Lexi Carole é o nome dela? Acho que sim. Você deveria ter a matado quando pode. Foram mais de uma chance SeuNome, você tinha que acabar logo com isso! 
Eu- O que ela quer comigo, mamãe? 
Stelar- Ela vai acabar com você. Seus amigos. Seu amor. Sua felicidade. Tudo de novo. 
Eu- E o meu pai? O que a guerra tem a ver com ele?
Stelar- Calma. Não existe só a Lexi Carole e os amigos dela atrás de você. A mesma pessoa que está atrás do seu pai vai te pegar também. Eu acho que isso será inevitável. E mesmo que ele não pegue você, você terá que ajudar o seu pai. Seu pai é forte, 980 anos lutando, batalhando. Mas ele precisará de ajuda. Não só ele mais como muitos anjos. Isso se você não for pega também por ser filha do Ercos. As famílias mais poderosas de anjos serão mortas. E com poderosas eu digo mais velhas. Existem mais velhas que a nossa, mas a nossa não é a última. Sabe a guerra? Vai ser a causadora de tudo. Minha filha, se você não for pega junte o máximo de anjos possíveis e vá. Por favor, eu não quero te preocupar agora, mas isso é um alerta, ok?- Assenti com a cabeça- E o seu pai.. Como eu, ele sempre vem te olhado desde os seus 7 anos.. Ele sabe de tudo o que você passa. Nunca deixaremos você sozinha, nunca. 
Eu- Mãe... Já que você sabe de tudo que acontece comigo, você deve saber do Tommo, certo?- ela sorriu. 
Stelar- Certo. 
Eu- E.. Do Louis também?
Stelar- Sim. 
Eu- Você acha que eles são a mesma pessoa?
Stelar- Eles são! Tommo é o Louis.. Louis é o Tommo. 
Eu- Eu achei ele de novo- sorri e passei a mão no meu cabelo, olhei pra cima pra tentar esconder as lágrimas. 
Stelar- Eu sei que ele agora é a sua única razão pra viver.. Cuide bem dele dessa vez, não deixe nada acontecer. Aquele colar que você colocou nele já ajuda. 
Eu- A minha razão de viver é ele mas.. Eu sinto que eu tenho que proteger aqueles meninos também. Niall, Harry, Liam e Zayn. 
Stelar- Que linda, agora você é uma anja da guarda de 5 crianças- rimos 
Eu- Eles são especiais, mãe. Durante esses 170 anos eu nunca achei garotos iguais á eles. Eu vou cuidar deles até o fim dos meus dias. 
Stelar- Você se esqueceu que não tem fim?- sorriu- Agora o meu último conselho de mãe! Ame. Ache um amor como o meu e do seu pai. Você não deve saber como nós dois fomos, mais passamos séculos juntos enfrentando tudo. O Louis é um humano, ele envelhecerá e você continuará com essa aparência. Ele vai morrer, minha filha, você só morrerá se quiser. 
Eu- O que você quer dizer com isso?
Stelar- E se ele virar um.. 
Eu- Anjo? Mãe, eu não sei como transformar pessoas em anjos. Com o sangue? 
Stelar- Quem sabe? Você nunca fez essa travessura pra saber
Eu- Eu não quero colocar ninguém nesse mundo sombrio de guerra, mãe. 
Stelar- Você é tão linda assim- sorriu- você fala igualzinha ao seu pai.- sorri- Filha.. Eu fiz uma coisinha pra você.. Acho que você vai gostar.. 
Eu- O que é?- sorri 
Stelar- Você vai ver. Está com o Louis. Ops! Acabei falando demais- rimos- Eu tenho que ir.
Eu- Não, mãe, não vai. 
Stelar- Eu nunca fui- disse colocando a mão no meu colar.- Eu sempre estive aqui com você.- sorriu. 
Eu- Mãe! Não vai, fica aqui comigo mãe, por favor. Vai ser a primeira e última vez que eu vou te ver?- Ela ia sumindo cada vez mais.- Mãe..Fica..- me ajoelhei no chão e sentia a fervura das lágrimas caindo do meu rosto- Eu te amo, mãe- disse chorando- Te amo, fica mais um pouco.. 

As folhas começaram a criar redemoinhos no ar novamente. Já sabia que aquilo era um "Adeus". 
Todo aquele processo do começo, reiniciou-se no fim. 
A mesma tontura e dor de cabeça. O mesmo desmaio. 

Stelar- Eu também te amo, minha filha- ouvi bem de longe essa voz, logo não ouvi mais nada.


Louis Pov's

Já eram 16:40. Eu tentei ligar pra ela inúmeras vezes mas ela não atende. Será que aconteceu alguma coisa? Ou ela que não quer me atender? Para Louis, para, isso é coisa da sua cabeça. 
Ligo mais uma vez pra ver se ela atende. 

ligação mode onn

Você- Alô?- atendeu, finalmente. 
Louis- S-SeuNome?
Você- Sim. Louis?
Louis- Aham.
Você- Aconteceu alguma coisa?
Louis- Sim. Não. Sim- gaguejei.
Você- Sim ou não?- disse rindo. 
Louis- Sim, mas não é nada demais. 
Você- Então me fala?
Louis- Ok.- respirei- SeuNome, você quer sair comigo amanhã? Olha, se você não quiser ir tudo bem, eu vou entend..- 
Você- Claro. 
Louis- Mesmo?- disse sorrindo feito um idiota no telefone. 
Você- Mesmo! Eu amo sair com você, é tão divertido- disse rindo 
Louis- Tudo bem então.  Amanhã eu te pego ás 17:00, pode ser?
Você- Pode. O que a gente vai fazer?
Louis- Surpresa! 
Você- Ah, Louis, conta vai!
Louis- Nunca. Só amanhã- rimos
Você- Nem se eu implorar muito?
Louis- Nem se você implorar muito!
Você- Ah, seu ruim- disse rindo 
Louis- Então eu sou ruim? Agora mesmo que eu não conto. 
Você- Não não não, Louis você é a melhor pessoa do mundo. 
Louis- Não adianta mais falar isso- disse rindo 
Você- Então eu vou ter que esperar mesmo até amanhã?
Louis- Sim. 
Você- Ai meu Deus, tudo bem então. 17:00 horas eu vou ficar te esperando aqui. 
Louis- Ok. Se cuida
Você- Você também. 

ligação mode off

Consegui! Agora só falta ela dizer "sim". 

SeuNome Pov's

[...] no dia seguinte.. 

Acordei disposta. Fui até o banheiro e fiz minhas higienes. Não troquei de roupa e desci do jeito que estava. 

Eu- Bom dia- disse me sentando á mesa
Brad- Bom dia
Eu- Vai trabalhar?
Brad- Sim. Vida de cachorro não é fácil. 
Eu- Você sabe de mais algumas coisas dos vampiros no hospital?
Brad- Não. As últimas notícias foram aquelas que as bolsas de sangue sumiram. Foram roubadas. 
Eu- Ok, eu vou no hospital hoje.
Brad- Vai fazer o quê?
Eu- Vou veras câmeras de segurança do dia que elas desapareceram.
Brad- Como você vai fazer isso?
Eu- Eu sou SeuNome Rouse- disse rindo- falando nisso, eu vou me arrumar. Já volto. 

Tomei um banho e coloquei essa roupa. Desci e a mesa já não estava mais com o café da manhã. Nem o Brad. 

Brad- Desculpe o atraso- disse descendo as escadas depois de 5 minutos- Vamos?
Eu- Vamos. 

Saímos de casa e trancamos a mesma. Entramos no carro e fomos até o hospital. 10 ou 15 minutos depois chegamos. 

Brad- A segurança fica no quarto andar, lá a entrada é proibida pra visitantes ou pacientes. Mas você não precisa de preocupar. A sala das câmeras fica no final do corredor, é só seguir reto. 
Eu- Ok, obrigada. 

Brad seguiu seu caminho e eu o meu. Entrei no elevador. 

-E qual é o seu andar?
Eu- Quarto. 
-Lá é proibido para visitantes. 
Eu- Eu sei disso, mas eu preciso ir lá. 
-É muito importante?
Eu- Muito. 
-Ok

30 segundos e já estava lá. 

Eu- Obrigada
-De nada..- disse em um tom estranho, desconfiado. 

Coloquei o pé naquele andar e era tão silencioso que só ouvia o barulho do meu salto alto. Até que um segurança me parou. 

-Aqui não pode, mocinha. 
Eu- Não? Me desculpa, eu não sabia. 
-Agora sabe, volte pro elevador e vá pro seu andar. 
Eu- Eu não vou a lugar nenhum
-Ah não?
Eu- Não- disse o hipnotizando e ele apenas concordou com a cabeça. 

Continuei andando até o final do corredor até que acho a sala. Ótimo. Bato nela três vezes e a abro. 

-Ei, você não pode ficar aqui- disse um segurança se levantando 
Eu- Posso- hipnotizei ele e mais 3 seguranças no local. Eles se sentaram e ficaram calado

Mexi em todas as imaginem que contia desde o dia que o Brad me falou do roubo e eu consegui saber quem foi. Está obvio, né? James e Henrie. Acho que foi a Carole que mandou eles virem aqui. Acho não, tenho certeza. Vadia. 

Eu- Era só isso, obrigada.- sai de lá e fechei a porta. 

Fui até a sala do Brad. 

Eu- Foi a Carole, ela mandou James e Henrie virem aqui. 
Brad- O que você vai fazer?
Eu- Esperar ela- sorri- agora eu tenho que ir.- fechei a porta. 

{...}

17:00. Já estava pronta, com essa roupa. Escuto uma buzina e eu corro até a porta. É ele. 

Eu- Oi- disse ofegante
Louis- Oi- disse rindo- Como vai?
Eu- Bem e você?
Louis- Também.. Você tá linda 
Eu- Você também- sorri e senti que corei um pouco. Ele sorriu. 
Louis- Vamos? 
Eu- Vamos- ele pegou na minha mão e me levou pro carro. Abriu a porta pra mim e eu entrei. Logo, ele estava no carro também. 

No meio do caminho, eu percebo que estávamos indo pra algum lugar mais rural. Tinha muito verde e alguns pontos coloridos, as flores. 

Eu- Pra onde estamos indo?
Louis- Que menina curiosa- olha pra mim e riu 
Eu- É sério, Louis
Louis-Eu não vou falar, já disse que é surpresa
Eu- Mas eu quero saber- disse manhosa
Louis- Já já você sabe
Eu- Ta bom Louis, ta bom. 

Não demorou muito e ele parou o carro. Entramos em uma fazenda enorme. 

Louis- Vem- pegou na minha mão e me levou pra um jardim imenso. 
Eu- Louis.. Aqui é lindo.. - ele só sorriu. 

Passamos horas ali. Pra ser mais precisa, duas horas, até que começou a chover um pouco. Esse "pouco" se transformou em muito. 

Eu- Ai meu Deus, você vai pegar um resfriado, vamos embora- virei mas ele me puxou. 
Louis- Espera. 
Eu- Louis.. 
Louis- SeuNome, eu não aguento mais. Eu preciso de você todos os dias da minha vida, acordar e dormir com você. Desde o primeiro dia que eu te vi, eu senti alguma coisa diferente. Talvez seja coisa de outras vidas, eu não sei, mas eu sei que eu te amo e em tão pouco tempo eu descobri isso- ele se ajoelhou- você é a garota que eu escolhi ter pra mim até a minha morte e na próxima vida ter você de novo. Você é tão perfeita, eu necessito de você. Eu quero crescer, ter filhos e envelhecer ao seu lado, até que o meu último suspiro seja "eu te amo, SeuNome". Você aceita? Aceita ter esse garoto idiota, mas que te ama muito, pra sempre com você?- ele abriu uma caixinha molhada com um anel lindo. 
Eu- Eu aceito- era a única coisa que eu consegui falar, pois as lágrimas impediram que eu tivesse feito um discurso lindo, como ele fez. Ele se levantou e e colocou o anel do meu dedo, me puxou e assim, nos beijamos.- Eu te amo- disse com os nossos rostos colados 
Louis- Eu te amo mais- disse sorrindo. 


Fim da primeira temporada. 

Gente, na próxima temporada eu vou explicar tudo o que não foi explicado nesses capítulos, mas tudo faz parte do contexto da história, é só pra vocês não ficarem confusos. 
Espero que tenham gostado. 

21 comentários:

  1. Caramba, q perfeito!
    Chorei com esse capítulo! Pq faz isso comigo Li? :3

    Quando vai começar a segunda temporada? Ja to ansiosa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Bom, antes de começar a 2° temporada eu queria fazer um Long1D (que é tipo um mini imagine que tem de 3 á 5 capítulos) pra poder ir preparando a segunda parte de A Thousand Years.
      Também estou ansiosa! Beijos.

      Excluir
  2. ai q fofo o lou meu comesa logo a 2 temprada

    ResponderExcluir
  3. Ta maravilhoso! Caramba sentimos sua falta heim! Haha beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Eu também senti muito a falta de vocês!

      Excluir
  4. Paralover aq muito foda massa pika fofo eu chorei meu rosto ta todo preto de maquiagem borrada viu Celso pq vc nao pede assim para a Nessa o meu foi numa pista de skate com todo mundo olhando eu chorei pra caralho e ele me deu um skate de pinguim pq quando eu uso toca parece um pinguim te amo Matt gostoso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahahaha ok então, felicidades a você e ao Matt "gostoso" (com todo respeito, claro)

      Excluir
  5. Vc não faz idéia de como faz falta ler a SUA fic ... Não pare ... NUNCA

    ResponderExcluir
  6. omg esta fantastico pf continua - Sofia

    ResponderExcluir
  7. posso pegar enprestado o seu imagine do nini prometo q boto os creditos em vc e n seu blog

    ResponderExcluir
  8. ameeeeeeeei
    ta muitooo foodah!!!
    queria um, namo assim

    ResponderExcluir
  9. Amei a segunda temporada começa a 2 logo

    ResponderExcluir
  10. pf começa logo a segunda temporada

    ResponderExcluir
  11. Ooi, leitora nova :3 Cara, virei sua fã, sei que demorei pra isso, maas eu comecei a ler seus imagines mes passado e simplismente viciei... Amore posta logo, to morrendo de curiosidade, pq eu AMO historias com personagens sobrenaturais, foi a melhor fic q eu ja li *-* enfim, te amo, msm nao te conhecendo.. Se vc me responder vou me sentir importante u.u beijos com gloss de tacco, chocolate, batata, cenoura e frango (por mais nojento que seja kk)
    By: Miih Dionisio :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahaha obrigada, Mih. Mesmo.
      Que isso, nem é isso tudo.. Mas se voce acha, quem sou eu pra dizer ao contrário.
      Obrigada, de novo.
      Beijos com glossssssssssss c;

      Excluir
    2. Aaai Deus vc me respondeu *--* serio, vc e mais doq eu dalei :) vc escreve muuuito bem, PaRaBeNs <3
      By: Mih Dionisio :3

      Excluir
  12. Aaaaah danada!
    Ficou perfeitamente perfeito, como sempre néeh, estou anciosissima para ler a 2° temporada gatita ;3
    Love, love, love

    ResponderExcluir