15 maio 2014

Better Than Words (16)

Better Than Words
Capitulo 16: Pulsos !






Lola~

Ainda experimentava os vestidos forçada, e Jenny sempre queria alegrar a situação. Por mais que eu quisesse que aquele fosse um momento especial estava com muita raiva dele. Me olhava calmamente e como se não tivesse acontecido nada.
Já havia experimentado uns dez vestidos e em todos ninguém me dizia o motivo do porque, estarmos numa loja de vestidos de gala.


- Esta com fome ? - perguntou ele enquanto andávamos pelo shopping
- Estou, mas eu não vou comer porque tomara que eu morra de fome e não precise olhar mais na sua cara - disse fria
- Ah não,  vocês não vão discutir aqui não - Jenny entrou no nosso meio - esperai
- Pronto ! Agora vai toda louca embora e me deixa aqui - bufei
- Você não está sozinha, tem a mim - sorriu falsamente
- Olha, não precisa se fingir de bonzinho
- Não estou fingindo Lola - falou sério - eu estou realmente arrependido daquilo, não era minha intenção te magoar
- Ah não ? - parei no meio do corredor - Então a ideia era o que ? Encenar uma situação normal ?
- Se eu não fizesse aquilo eles iriam me bater e me zoar - faliu com pesar - Lola, entenda,  eu podia me machucar
- E em vez disso resolveu machucar a mim ?! - meus olhos se enchiam de lágrimas
- Lola, Zayn - disse Jenny - precisamos ir embora, Harry foi pro hospital


Liam~

Os livros de Maya eram infinitamente volumosos e ela fazia coleção de cada um. Observava eles sobre minhas pernas e a cueca dos Simpson's que acabara de ganhar do Niall de aniversário.  Ela estava no banheiro a mais de cinco minutos.

- Hm - arfou pulando em minhas costas - Preciso te dar um presente de aniversário agora ?
- Não precisa me dar nada pelo resto da vida - beijei seus braços - está com fome ?
- Muita ! - se deitou na cama - aonde vai me levar pra jantar ?
- Quem disse que eu viu te levar pra jantar ? - subi em sua barriga
- Eu disse e você vai obedecer, ou não vai ? - ergueu a sobrancelha
- Claro que vou - a beijei - Então eu vou lá pra casa trocar de roupa e eu volto, mas já vai se arrumando pra não demorar tá ?
- Fica aqui comigo ? - fez beiço - você vai com a mesma roupa, não tem problema algum
- E se o Zayn chegar ? - ela resmungou - prometo que depois do jantar eu convenço seus pais de você dormir lá em casa...
- Tá bom - me selou - juízo.  E sem olhar pra outra menina
- Só tenho olhos pra você - mandei um beijo no ar saindo do quarto - até mais tarde


Da casa da Maya até a minha da uns 20 minutos apé. Morávamos muito perto então se fosse o caso de fugir do Zayn o bom é que a casa era pertinho. Tomei um banho rápido e vesti um bleiser simples.

A tela do meu celular brilhou e logo olhei...

- O que ? - ....


Seu nome~

Já estávamos todos no hospital esperando do lado de fora do quarto clínico. Harry passava por vários exames dentro de uma máquina por quatro horas. Jenny e Anne choravam de nervosas e eu acudia Jenny pelos braços e ombros. Imagina eu que nem o conheço direito estava com medo que acontecesse algo, imagina ela então,  meu Deus.

Ao muito esperar logo um medido saiu com ele. Ele estava um pouco amarelo e fraquinho, com algo na veia, como se tivesse tirado sangue. Jenny e ele agora não se desgrudavam por um minuto. Ele secou suas lágrimas e se sentaram para conversarem longe de nós. Ela pareceu ficar mais aflita na conversa, então,  algo era sério.


- As vezes fico pensando e agradecendo a Deus, por você nunca precisar passar por essas máquinas - meu pai falava comigo mas nem dava bola - ainda brava por aquilo? - Não dei um pio - Seu nome, você tem que entender que fez algo errado, como acha que eu iria reagir
- Reagir ? - ri irônica - você fez aquilo por livre espontânea vontade, nem pensou o quanto idiota foi
- Eu te vi beijando o Louis - me olhou sério - Vocês são irmãos agora, isso é inaceitável
- Inaceitável porque ? A gente nem é irmão de sangue pai - o olhei - e você não vai me proibir disso
- Vocês namorarem é impossível Seu nome
- Meu... - gargalhei - namorando ? Eu nunca namoraria ele, isso é só um jogo idiota
- Me desculpa - falou arrependido - do jeito que é, eu pensei que vocês até tinham ...
-Aí Tomas ! - disse nojenta


Voltamos pra casa sem saber ao mínimo o que Harry tinha passado.


Jenny ~

Fui com Harry embora e eu chorava mais que ele. Harry e eu entramos dentro do quarto em silêncio,  ele foi até o banheiro e me deitei lentamente abraçada a um travesseiro e chorei mais ainda.

- Shh - ele me abraçou forte - para de chorar, por favor
- E porque eu pararia ? - o abracei forte
- Eu que deveria estar chorando,  não você
- Como acha que eu ficar sabendo que você vai viajar pra fazer uma cirurgia urgente - me sentei na cama - e nem me contar você não quer
- Eu não quero te contar porque eu não sei - e riu, mas não me manifestei - Jenny
- Para ! - o afastei de mim - Não vou falar com você
- Para de ser criança vai ! - me puxou
- Criança ? - gritei e ao mesmo tempo chorei mais 
- Calma, você tá muito nervosa, é só uma viajem - ele limpou minhas lágrimas - Não é nada demais meu amor, é só uma operação 
- E se eu te perder ? - olhei em seus olhos 
- Se você me olhar assim eu perco meu chão - me selou - eu nunca vou te deixar, eu prometo 
- Promete com todas as suas forças ? Todas elas ? Mas olha tem que ser de verdade e... - ele me abraçou 
- Eu te amo, nunca vou te deixar, nem que eu tenha que fazer tudo na vida pra não ficar longe de você eu faço - senti sua respiração em meu pescoço 
- Eu te amo Harry... 


Harry já havia voltado a cor normal e a disposição,  mas ainda tinha minhas dúvidas. Apesar de não querer que ele saísse da cama hoje, acabei mimando ele o dia inteiro, fazendo tudo que ele queria. No final da tarde fomos para a casa do Louis, que estava com um bom humor, afinal, Seu nome e ele assistiam um filme juntos.

Sem ao menos deixar no ar meus pulsos caçavam. Acho que entendem ! Faço isso desde que minha mãe se droga e bem, é algo "viciante" de se fazer. Não sei porque mas me sinto aliviada com aquilo, aliviada mesmo.  Queria ficar na casa de Harry porque as vezes fazia isso lá e ele nem percebia, porque cobria com maquiagem ou pulseiras, muitas pulseiras.

Subi para o banheiro, mas já imaginava que não teria nada no banheiro social, então fui logo no da Seu nome. Claro que fui na maior tranquilidade mas quando achei no banheiro o que eu queria foi apenas relaxante. Abri a banheira e fiz. Afinal, o que seria de pior ? Harry estava doente e minha vida já era um caus, nada poderia piorar.


Seu nome ~ 



Os dois amigos riam demais do filme, e por sinal nem prestavam atenção de que Jenny havia sumido. Lembram do dia em que Zayn fez aquilo com Lola ? Jenny estava sem suas pulseiras mega volumosas no pulso e a maquiagem não tampada muito. Pude ver aqueles cortes profundos quando ela foi amarrar o cabelo. Do porque isso eu nem imaginava ! Mas provavelmente ela foi fazer aquilo no banheiro, pois não ouvi a porta do corredor fechando ou abrindo.

Subi para o quarto de Louis sem acordar Philiph, que dormia o dia inteiro. Obviamente ela estaria em meu quarto. Abri a porta lentamente e pude ouvir choros vindo do banheiro, já dá pro tá vi algo vermelho dentro da banheira.  Jenny segurava algo cortante e seus braços monstruosos... não me contive a chorar junto.


- Jenny, não ! - segurei seus braços fora da banheira 
- Eu sou uma idiota né ? - dizia sarcástica - eu sou uma idiota porque, eu só penso em mim, egoísta idiota, engraçado 
- Não,  você não é idiota - limpei seus braços - Porque fez isso ?
- Porque ele vai morrer e a minha vida é uma bosta, porque eu iria viver, qual razão ? - ela não estava em si 
- Ele não vai morrer, ele só desmaiou e vão fazer uma cirurgia, não é de risco - aqueles pulsos estavam bem abertos - Jenny, você cortou isso aqui com o que ? 
- Peguei a primeira coisa que eu vi na minha frente - disse mostrando a tesoura enorme 
- Você não devia ter feito isso - eu comecei a me desesperar - seu sangue não quer parar 
- Eu tô tonta Seu nome - ela piscava sucessivamente 
- Harry ! - gritei desesperada - aí meu Deus, Jenny, não dorme 
- O que foi ? - disse Louis entrando no quarto - o que aconteceu ?
- Amor ? - Harry segurou seus braços - o que você fez ?
- Você vai morrer ? Porque eu vou morrer também - Harry a pegou no colo - eu te amo 
- Porque você fé isso ? - ele já chorava 
- Vem, vou ligar pros país dela e você vai com o Harry no carro - disse Louis 
- Tá ! - respondi saindo do quarto 
- Jenny, fica comigo, não fecha os olhos tá ? - ele dizia em prantos - por favor...
- Promete pra mim que tudo vai ficar bem quando eu acordar ? - ela já estava alucinando 
- Jenny ? Não dorme - disse meu pai a chamando - coloca ela no carro 
- Ela vai ficar bem pai ? - disse eu já no banco do passageiro 



Meu pai apenas ligou o carro e encarou Harry pelo retrovisor. O mesmo abraçou Jenny desmaiada em seus braços, em prantos. Ele balançava e pedia pra ela acordar de qualquer maneira.




***

Gente que saudades de vocês. Meu PC não chegou ainda é provavelmente eu já me vejo de castigo porque perdi seis médias no bimestre e vão chamar meus pais. 

Torção pra não ficar sem o computador ou sem o celular. Bjs !! Chorei nesse capítulo :(

4 comentários:

  1. Aaaaah socorro, véi, a Jenny... Mann eu não sabia, véi se ela morrer eu morro junto, eu não tô acreditando, véééééi!!! (eu e meu desespero, affs pra mim)
    ~~Manú Manlik ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai meu Gosh, ela vai morrer?? Aaah, acho q vou morri!!
      ~~Manú Malik ^^

      Excluir