04 julho 2014

5º Capítulo | Longfic : Telephone.

'Seunome' POV


Depois daquela tarde divertida, resolvi tomar um banho enquanto Liam estava deitado na minha cama vendo TV. Tomei meu banho e me vesti. Decidi deitar e descansar um pouco também.

Liam: Sábado é a grande final.
Eu: Final do quê?
Liam: Final da competição de basquete. Nossa escola contra a River's. 
Eu: O pessoal da River's é muito metido. Eu tenho vontade de matar a tiro, porrada e bomba cada pessoa que estuda lá.
Liam: Minha namorada é uma garota muito revoltada. -ele beijou minha testa.- Mas, você vai no jogo, né?
Eu: Com certeza! Tenho que dar meu apoio para o time -ele riu.
Liam: Você tem que ir mesmo, eu tenho uma surpresa pra você caso o time ganhar. 
Eu: Agora mais do que nunca eu quero que o time ganhe! -ele riu.- Liam, você só ri?
Liam: Mania do Niall. Só avisando, se o time ganhar vai ter festa na casa da Sabrina.
Eu: Sabrina, a única patricinha que eu gosto naquela escola.
Liam: Deve ser porque ela sua melhor amiga! -eu ri.
Eu: As vezes eu me pergunto o porquê de eu odiar tanto essas bonequinhas sendo que minha amiga faz parte desse grupinho.
Liam: Porque você é diferente dela e isso te torna uma garota única, especial, minha.

Ficamos vendo um documentário sobre calopsitas até que ele adormeceu. Eu levantei da cama e fui até minha a janela e fiquei observando uma família que brincava no parque que ficava em frente a minha casa. Eles pareciam tão felizes, o pai brincava com a filha no balanço e a mãe se divertia com o filho no gira-gira. ''Por que eu não tenho essa sorte? Por que eu não tenho uma família normal, que me ame e que cuide de mim?'' Pensei isso e comecei a chorar. Poxa, eu tenho tudo, dinheiro, amigos, namorado, comida, mas só isso não me completa, eu queria ter o amor dos meus pais. Será que é pedir demais?! Sequei meu rosto com a manga da blusa e voltei a deitar na cama. Fechei meus olhos e dormi rapidamente. 

[..]

Eu e Liam acordamos com o barulho da campainha que estava tocando desesperadamente.Com certeza, meus pais haviam chegado. 

Eu: Liam, você vai ter que ficar escondido aqui no meu quarto.
Liam: Por quê?
Eu: Meu pai pensa que eu sou virgem... espera um pouco, eu não tenho que ficar me fazendo de santa. Pode descer comigo e ficar pelado se quiser.

Levantamos da cama e descemos até a sala, Liam foi para a cozinha e eu fui até a porta. A abri e visualizei meus pais bravos.

Pai: Eu tô a quase 15 minutos esperando você abrir a porra dessa porta!
Eu: Foda-se, ninguém mandou vocês dois virem pra cá.
Mãe: 'Seunome' , tenha respeito com nós.
Eu: Entrem logo!

Eles entraram e colocaram suas malas no sofá. Meu pai foi até a cozinha e esbarrou com o Liam, a cara do velho foi engraçada :v . 

Pai: Quem é você?
Liam: Namorado da sua filha.
Pai: 'Seunome', me explica essa história!
Eu: Simples, o homem foi feito pra namorar, mulher foi feita pra namorar, entendeu a lógica?
Pai: Garota retardada.
Liam: Ela é muito melhor que você, pode ter certeza.

Eu caminhei até Liam e lhe dei um selinho. Ele subiu até meu quarto e meu pai me pediu para eu sentar no sofá, eu fiz o mesmo.

Mãe: Querida, eu sei que você está muito brava e chateada com nós. E por isso, viemos pedir desculpas pra você. 
Eu: Vocês dois acham que eu vou aceitar as desculpas assim? Eu fiquei 4 anos sozinha, apenas a tia Trisha cuidou de mim. Se não fosse por ela, eu não estaria aparentemente bem!
Mãe: Eu me senti tão culpada, meu amor, nos desculpe. 
Eu: Tá tá, estão desculpados. Agora, vocês podem me fazer o favor de ir embora pro Brasil novamente.
Pai: Nós vamos voltar pro Brasil, mas você vem com a gente.
Eu: COMO ASSIM? 
Pai: Eu e sua mãe conversamos muito e percebemos que precisamos de você lá em casa.
Eu: Eu não vou com vocês nem fudendo.
Pai: Escuta aqui menina, VOCÊ VAI COM A GENTE PRO BRASIL! Eu sou seu pai, tenho total autoridade sobre você, entendeu?
Eu: Tudo bem, podemos ir domingo de manhã?
Mãe: Eu prefiro sábado.
Eu: Sábado é a final da competição de basquete e se o time ganhar vai ter uma festa, deixem eu me despedir dos meus amigos.
Pai: Vamos domingo, agora tira aquela desgraça de namorado daqui.
Mãe: Deixa ela aproveitar o único e último namorado que ela vai ter na vida. -eles dois riram.

Sabe, você pode até não concordar comigo, mas eu invejo sua vida. Seus pais não são tão idiotas e cruéis assim!


Oie! Bem, eu quase morri com o jogo do Brasil, mas tô viva :3 . Capítulo novo amanhã ou até mesmo hoje. Beijos xx

7 comentários:

  1. E vc acha que eu tô viva?? Kra eu quase morri, PRECISA TER OUTRO GOL DO OSCAR ANTES DESSA PORRA DE COPA ACABAR SE NÃO EU DÔ UNS PARANAUÊ AQ E MORRO!! Pronto, falei!

    Cara, tem alguma coisa pra mim aceitar ir pro Brasil tão fácil assim, eu tô sentindo isso no fundo das minhas instranhas ~le eu escrevendo errado~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ficar tranquila. "Você" é muito esperta :v :3

      Excluir
  2. Mdss , eu preciso que vc continuuuuuee , tá mto pft !

    ResponderExcluir
  3. Olá amore, só tive tempo agora de ler todos os capítulos da sua lonfic e adivinha o que eu quero?? Adivinhou?! Quero a continuação.

    Ps: "Eu" aceitar ir/vim pro Brasil foi muito fácil e eu sei que aí tem coisa...

    Bom, beijos e até! xXx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agatha Mello lendo minha Longfic? Aaaaaaaaaaah, socorro, senhor, tô morrendo c': .

      Que orgulho da minha pessoa :v

      Excluir
    2. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.....nada a ver Caah!

      Excluir