21 novembro 2014

2° Temporada - Capitulo sete: NO !




A faculdade de direito estava acabando e eu finalmente poderia mudar para minha própria casa em Manchester. Por falar nisto, lá estava eu. Era um cômodo minúsculo que cabia apenas eu e mais um. Niall queria de qualquer jeito, se mudar para onde eu estava, mas era difícil. Sua mãe estava muito doente e eu sabia que ele estava querendo fugir das responsabilidades e de chorar. Dona Maura era tudo em sua vida, e vê-la daquele jeito o magoava. Mas durão como era, não admitia sua angustia.

Neste final de semana, Niall me ajudou com as mudanças e a faxina na casa. Daqui um mês poderia definitivamente morar sozinha. Antes eu precisaria passar no ultimo exame e finalmente, poder me formar.

~~°~~

Eu estava quase enforcado com aquela camisa polo. Fazia uma semana que Bibi iria se formar, e hoje seria seu grande dia. Enquanto esperava, junto aos meninos, do lado de fora da casa, todas as meninas estavam esperando Bibi  acabar de se arrumar. Harry e Jenny haviam voltado a conversar, mas não passavam disso. Pareciam ter receios de algo... Zayn e Lola trocavam olhares, e ele sorria maleficamente para ela. Nunca saia ao certo como esse casal se intitulava ‘’casal’’... era uma loucura que só ! Observei então mais alguns pares e eu, assim como todos, ouvimos passos nas escadas.


Ana Beatriz desceu como uma verdadeira rainha. Até eu podia sentir meus olhos brilharem de tanta emoção e tanta alegria de vê-la daquele modo. Usava um vestido bem longo e vermelho. Seus lábios do mesmo tom, os cabelos presos apenas de um lado, saltos dourados e seus cílios bem marcados. Sua bochechas se ergueram com um sorriso ao observar-me a olhando. Nos beijamos rapidamente, como se fosse um tchau e Thomas, pai de seunome  saiu com o carro em direção ao grande salão.


Bibi estava tão deslumbrante que quase pude gritar, ali no meio da pista, que a amava intensamente. Eu sabia que era a hora, sabia que ela estava pronta para mim... sabia que eu seria feliz com ela, daquele modo em que planejava. Eu já estava até suando. Deixei ela com Lola e Liam, enquanto subia no palco para poder chama-la no microfone.


              – Alô... – bati com dois dedos para sintonizar o som – Eu sei que todos estão ocupados mas eu queria um minuto de atenção – olhei em direção a ela, que estava já sorrindo, toda boba – Parabéns para os formandos, eu sei que  a jornada é difícil mas todos a venceram facilmente – então aquela grande multidão deu um grito – Resumindo... Eu queria dizer que existe uma garota aqui hoje, que eu amo e muito. Estou feliz pelo seu futuro, pela sua batalha e assim como esses dias todos, eu queria batalhar, lutar, ao lado dela – todos já a olhavam no centro do palco – E eu sei que parece loucura, aliás, é muita... Mas, queria chamar Ana para subir aqui.


Então todos a puxaram para cima do palco. Alguns gritavam linda, outros assobiavam... nossos amigos sorriam, deixando os conflitos de lado e me ajudando a tomar coragem naquela hora.


             – Niall ? O que tá fazendo ? – ela sorria, sem graça. Peguei sua mão de leve – É sério Niall... o que é isso ?
             – Nosso futuro – sussurrei para ela – Ana Beatriz, nessa noite tão especial e cheia de emoções, pra você, para mim, queria te pedir que conscientizasse nossos pensamentos juntos e pensasse em como estamos felizes assim. E podemos ser muito mais... – a mão em meu bolso já fazia aquela pequena caixa de veludo soar – Por isso, quero dividir minha vida com você. Casa comigo ?


Olhei seus olhos e eu sorria abertamente. Para quem quisesse ver. Bibi, que mantinha seu sorriso sem graça no rosto, mudou sua expressão para espantada e sem para de piscar os olhos. Ela, ali, paralisada. Eu, ali, sem entender sua reação. Suspirei, ainda esperando uma resposta. Olhei para todos – de nossa turma – e eles também estavam espantados. Seunome   balançava a cabeça negativamente, olhando sucessivamente para mim, e para ela. Tornei a expressão ‘’felicidade’’ em ‘’conclusão’’.


              – Bibi... não vai responder ? – sorri novamente, mas, por pouco tempo.
              – É que... – ela olhou a multidão e riu debochada – Eu não quero casar Niall.
              – Hãn ? – ela tirou sua mão da minha e fechou a caixinha. Todos espantados, inclusive eu, formavam um silencio assustador – Isso é um não ?
              – Foi inesperado ... eu não sei o que te responder. Eu só não quero casar... Nunca quis – ela ria enquanto falava. Parecia não ligar.


Meu peito deu um soluço e meu corpo quase caiu para trás. Apoiei minha mão no chão e respirei fundo. Fervi. Me levantei e tomei a caixinha da mão dela, saindo assim, em disparada. Não acredito que ela havia feito aquilo comigo... Não !

~~°~~

Niall saiu correndo em disparada e eu não pude nem me explicar direito. Não que eu não queria viver com ela, ou coisa assim mas, eu não quero casar. Não quero um anel no dedo, quatro filhos e uma barriga indesejável. Odeio isso. Mas o amo, profundamente, ele só não entendeu minha resposta.
Olhei para a multidão e observei todos me secando. Arranquei meus saltos e corri atrás dele, como se fosse a ultima vez que fosse vê-lo. Mas foi tarde demais. Niall saiu em um taxi e foi embora. Definitivamente embora. Era tarde, bem tarde.

 Sua burra, burra, burra.

~~°~~

                      – Ai gente, ele está demorando muito, não acham ? – disse seunome   sentada ao meio de Harry e Maya.
                     – Já deve estar descendo – disse Harry. Logo após comentar, Louis desce.
                     – E ai Louis ? – perguntou Maya.
                      – Os seguranças viram eles indo embora de taxi.

                      – Os dois juntos ? – disse seunome.
                     – Não, não. O Niall foi na frente e a Bibi atrás.
                     – Pra onde será que ele foi hein ? – perguntou Harry, aflito.


E lá estava ele. Niall, em seu sofá de couro marrom, com os olhos marejados e pensando em tudo que ele já havia vivido. A luta que foi para conseguir ficar com ela, mesmo com o ex namorado no pé. Algo tão banal agora. Porque ela não aceitou ? Não o ama, será mesmo ?

Bibi, que havia seguido o táxi de Niall, saiu rápido do mesmo. Ali, descalça, se deu de frente com a porta e pode bater nela, desesperada para ela abri-la. Ela gritava.. gritava por seu nome, gritava para ele dar um ar de esperança. O garoto, quieto, ouvia... tentando sessar a tentação de abrir. Mas era mais forte. Abriu a mesma e ela entrou em disparada.


Sentou-se no sofá, ali, ao lado dele.

                    – Niall, conversa comigo – disse ela.
                    – Fala logo o que você quer – ele não a encarava.
                    – Fala comigo, por favor – lágrimas saíam de seus olhos, rapidamente.
                   – Já disse pra desembuchar logo – ele gritou, zangado.
                   – Eu quero que você me fale como está se sentindo – insistiu novamente.
                    – Como acha que eu me sinto ? – finalmente olhou para ela, com desprezo – Você disse não pra mim.
                    – Eu tenho meus motivos. Mas eu ainda te amo, mesmo dizendo não.
                   – Me ama ? – ele gargalhou – Quem ama não se separa desse jeito...
                   – Mas nós não estamos separados ...
                   – E depois de tudo isso, você acha que vamos continuar um casal perfeito Beatriz ? – se levantou – Eu fui é estupido. Estupido de acreditar que a dona da razão, a menininha durona ia dizer sim pra mim.
                 – Não fala assim, eu te amo meu amor – se levantou.
                  – Seu amor ? – apontou o dedo para ela – Olha Beatriz, nós não precisamos fingir que essa situação é no mínimo ‘’simples’’, está bem ?
                   – Não quero ficar longe de você. Eu também quero viver com você, mas pra isso não é necessário aliança, véu e grinalda... nada disso Niall. Pra vivermos juntos é preciso só amar, intensamente – ela soluçava.
                  – Não importa agora. Eu quero esfriar a cabeça, só isso – se locomoveu até a porta – Vai embora, por favor !
                 – Niall – ela se aproximou dele. O mesmo se afastou, continuando a segurar a porta. A menina apenas saiu em prantos, pegando outro táxi e indo até a casa de sua amiga, que mesmo com o pé quebrado, a acolheu.




~*~

Continuo com dois coments :D

Estão gostando ? 
me falem please !

Malikisses :* 

~*~



                 

2 comentários:

  1. Menina tá perfeito !
    Continua .....
    Não para não !
    xXx yasmin xXx

    ResponderExcluir